quinta-feira, 06/06/2019

O fracassado “Fyre Festival” poderá sair do papel… novamente

Ja Rule e Billy McFarland

O Fyre Festival que Ja Rule e Billy McFarland organizaram em 2017 acabou se tornando um escândalo sem precedentes, com mais de US$ 100 milhões (R$ 389,5 milhões) em prejuízos acumulados e vários processos, muitos dos quais ainda correm na justiça dos Estados Unidos, além de ter rendido até uma condenação por fraude a McFarland, que atualmente cumpre uma pena de seis anos de prisão pelo crime em uma penitenciária de Orange County, no estado americano de Nova York.

Mas o rapper acredita que está na hora de reviver o evento que naufragou há dois anos na distante ilha de Great Exuma, nas Bahamas, teve problemas de falta de água e pessoas dormindo em colchões molhados em seus piores momentos. “Dessa vez vou arrasar”, ele disse em uma entrevista que deu para um programa de rádio dos Estados Unidos nessa semana.

O astro do hip hop já havia sugerido que pensava em um revival do festival no começo do ano, apesar de não ter explicado nem naquela ocasião e muito menos agora como pretende financiar a ideia (a primeira edição do Fyre Festival custou US$ 27,4 milhões/R$ 106,7 milhões). “Na primeira vez eu e o Billy queríamos algo grande, mas não foi o que aconteceu”, Rule reconheceu no bate papo.

Apesar dos pesares, teve quem tenha lucrado com a empreitada mal-sucedida dos dois, como foi o caso da Netflix e do Hulu. Ambas as plataformas americanas de streaming acabaram produzindo documentários sobre o fiasco histórico de Rule e McFarland que, ironia das ironias, bateram recordes de audiência.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d blogueiros gostam disto: