quinta-feira, 20/09/2018

Ferrari lança duas máquinas – em edição limitada – inspirada nos carros antigos da marca

 

Ferrari Monza SP1 de assento único // Créditos: JET SETTERS

 


São estes o fabricante de Ferraris Maranello com aparência mais sexy que criou nos últimos tempos? Nós definitivamente pensamos assim! Você está olhando para dois modelos de edição limitada, o Monza SP1 de assento único e o Monza SP2 de dois lugares, que fazem parte de uma nova linha de veículos de edição especial da Ferrari batizada de “Icona”, que são inspirados em uma Ferrari antiga. Os novos carros buscam inspiração na Ferrari 166 MM de 1948, junto com o monoposto 860 Monza e o Monza 750 de dois lugares. Segundo o zum, zum, zum, é que o design do par faz referência ao “Barchetta”, que se traduz em “pequeno barco” em italiano, o clássico modelo de corrida aberta dos anos 1940 e 1950.

Com base na Ferrari 812 Superfast, os carros sem teto são movidos por um motor V12 de 6,5 litros e 6,5 litros, que é acoplado a uma transmissão de sete marchas. De acordo com a Ferrari, o par será capaz de fazer o 0-60 mph em apenas 2,9 segundos e atingir uma velocidade máxima superior a 186 mph. Graças ao bodystyle “barchetta” e à carroçaria de fibra de carbono, o SP1 e o SP2 são extremamente leves. A dupla também não possui pára-brisas físicos; em vez disso, ele usa algo chamado “Virtual Wind Shield”.

É um funil de fibra de carbono aerodinâmico na frente do motorista que suga o ar para baixo e, em seguida, lança-o em um ângulo de 90 graus, criando um escudo invisível. Apenas os clientes mais fiéis da Ferrari terão a chance de comprar o SP1 Monza ou o SP2 Monza; então, naturalmente, o preço realmente não importa. Mas se você insistir muito, é bom que saibas que 500 destes serão feitos com um preço ao norte de US$ 1,4 milhão cada. Acelere!


Este slideshow necessita de JavaScript.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

%d blogueiros gostam disto: